O que é Briefing marketing? Como faz?(2022)

0
(0)

Quando o assunto é planejamento estratégico, saber bem o que é briefing marketing separa os “homens dos garotos”, no sentido corporativo. Num mundo onde as equipes dentro das organizações passaram a necessitar cada vez mais de operar em convergência, o processo no planejamento do briefing marketing se torna crucial.

Neste artigo de estilo “tutorial” você irá aprender como fazer um briefing, além de conhecer modelos para inspirar os seus próximos projetos. Confira tudo até o final.

O que é Briefing marketing?

O que é briefing marketing

Dentro do contexto do marketing digital, briefing marketing se refere ao plano de ação (normalmente em formato de arquivo) que alinha a equipe envolvida na campanha de marketing dentro de uma organização.

Normalmente, o design dos briefings corporativos são tradicionais e um tanto quanto complicados, o que dificulta a fluidez de comunicação entre as equipes.

Você irá descobrir como definir um briefing marketing de sucesso, claro, dinâmico e simples; de forma a atingir os objetivos da campanha de marketing em que você esteja envolvido.

Por quais motivos o briefing marketing se faz necessário?

As partes interessadas e os membros integrantes estratégicos das equipes se encontram através do Briefing Marketing – mesmo que estejam a quilômetros de distância uns dos outros.

O briefing marketing deve entregar o “esqueleto” da campanha, no sentido de nichos, sites, audiência alvo, períodos ideais, dentre outras coisas.

Um briefing correto vai direto ao ponto principal, com dados corretos do público alvo e também informações de orçamentos para a execução daquela campanha de marketing.

Nele, podem ser definidos papéis específicos e também os maiores objetivos do trabalho.

Sendo assim, podemos dizer que um briefing de marketing se traduz num manual estratégico e prático com as instruções para a equipe com a qual se trabalhará um projeto.

Por isso é importante entender o que é briefing marketing, quanto mais claro ele for, melhor.

Como fazer um briefing: Dicas

Este, definitivamente, não é o local para prolixidade ou mesmo especulação. A estrutura básica de um Briefing objetivo e efetivo tem 3 seções:

  1. Desafio ou Objetivo principal, incluindo histórico do negócio, status atual e panorama geral;
  2. Detalhes práticos importantes e relevantes para o desafio (objetivo);
  3. Opções que refletem as ações práticas para as soluções definitivas da campanha.

Vamos aprofundar mais um pouco sobre a estrutura de um Briefing Marketing ideal.

Juntar todas informações e dados cruciais

O profissional responsável pelo documento do Briefing deve filtrar e selecionar dados da marca (empresa), materiais importantes, papéis (documentos corporativos), entrevistas e o que mais for possível e relevante para o objetivo do Briefing.

Validar detalhes minuciosos do Briefing

Nesta etapa deve-se garantir que os dados incluídos no documento até aqui são validados e confiáveis.

Cogitar alternativas

Um briefing não é descrever uma situação, apenas. O profissional deve planejar e recomendar 2 ou várias potenciais alternativas de soluções para aquela campanha.

O Google Ads é uma ótima ferramenta para criar campanhas.

cta_google_ads_geração de lead

Mantenha sempre os controles de qualidade

O documento deve ter facilidade de leitura, precisão e acesso simplificado, reverse tempo para isso.

Correção e edição adequada e cuidadosa

Verificar o conteúdo e o documento como um todo em busca de qualquer tipo de erro ou inconformidade é mais do que recomendado, é o dever do profissional responsável pelo Briefing de Marketing.

Briefing: Exemplos práticos

De tantos modelos disponíveis na web, vamos te apresentar um modelo que serve muito bem de ponto de partida para a sua delineação personalizada de briefing marketing. Este plano preliminar dá uma base inicial que contempla a maior parte das empresas atuais no Brasil.

Modelo de Briefing
Isto apenas contém várias informações preliminares tidas como cruciais para a constituição de um briefing. As necessidades específicas de cada projeto devem determinar as edições personalizadas e específicas.


Data

Detalhes da empresa


Nome da Marca/Empresa:

Produtos/Serviços:

Nichos (categorias) de atuação: Quais áreas onde a marca ou empresa atua? Qual o panorama do mercado atualmente?


Panorama atual: Resumo simples da história da empresa. Apontar sucessos e adaptações estratégias efetuadas até ali, levantar quadro de colaboradores, posicionamento de marca e demais referências importantes.

Mais dados sobre utilizações dos serviços e/ou produtos: Mais aspectos e peculiaridades do produto, seus impactos na vida do público-alvo, com que frequência são consumidos, como se dão os usos, etc.

Embalagens: Negócios com produtos físicos podem aqui contextualizar custos de logística, dimensões de embalagens de produtos, fornecedores de matéria-prima, dentre outros tópicos.

Competitividade no mercado: Regiões onde os produtos podem ser adquiridos pelo consumidor final, preços praticados, valores de varejo, atacado, para grandes ou pequenos clientes; Oscilação de preços por região, etc.

Público-alvo


Avatar ideal: Aqui se define a persona ideal com base em público alvo e clientes já existentes dos serviços e/ou produtos da empresa. Dados muito úteis são: faixa etária, gênero, faixa econômica, nível escolar, ocupação, região, dentre outros.

Traços comportamentais da audiência (alvo): São características de comportamentos das pessoas que compõem seu público alvo. Bem como interesses, gostos e exigências. As redes sociais podem ser grandes aliadas neste processo.

Motivadores de Compra: “Por qual(is) motivo(s) o seu consumidor ideal compraria seu produto/serviço?”. Correlacionar respostas racionais e emocionais e formar uma resolução para este questionamento.


Concorrência

Maiores e mais relevantes concorrentes diretos: Levantar concorrência direta e indireta objetivamente.

Dados úteis, Promoções, Precificação e distribuições de produtos: Reúna os pontos da concorrência e os relacione com sua marca/negócio.

Desvantagens e vantagens: Quais pontos fracos e fortes da sua concorrência direta? Relacione os pontos fracos deles onde você se destaca e vice-versa e busque se destacar.

Posicionamento offline e online: Onde sua concorrência direta tem presença mais expressiva? Onde eles anunciam? Quais são suas campanhas de maiores resultados?

Expectativas, Objetivos e Estratégias da campanha

Finalidades e metas da campanha de marketing: Esmiúce os dados das metas, dos objetivos e dos resultados desejados para os serviços a serem executados.

Plano Estratégico: Passo a passo do plano de ação. Listagem de ferramentas que serão usadas. Definição de prazos das metas. E demais informações estratégicas.

Posicionamento: Qual posicionamento a empresa irá assumir com relação aos produtos e serviços nesta campanha especificamente?

Expectativas: Quais são as expectativas? Elas são sensatas? Precisam ser ajustadas?

Expectativas dos prospectos no mercado: Liste expectativas do “cliente final ideal”. Como elas estão? Sua marca está preocupada verdadeiramente com isso?

Orçamento: É muito importante definir se o orçamento disponibilizado para a campanha possibilita entregar os objetivos da mesma.

Prazos para entrega da campanha de marketing: Definir com todas partes envolvidas o prazo de entrega da campanha de marketing (seus resultados).

Esperamos grandemente que este tutorial tenha lhe ajudado entender o que é briefing marketing e que você implemente essa estratégia de marketing de sua marca/empresa da melhor forma possível.

Gostou desse conteúdo? Deixe seu comentário e compartilhe conosco sua opinião.

Raio-x de Marketing Digital Gratuito

Gostou? Nos ajude avaliando este artigo, por favor.

Clique nas estrelas

Average rating 0 / 5. Vote count: 0

No votes so far! Be the first to rate this post.

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!

Tell us how we can improve this post?

Leave a Comment